Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Educação
Gestão democrática na Educação de Biguaçu: diretores são escolhidos nas escolas

Publicado em 28/04/2021 às 07:38 - Atualizado em 28/04/2021 às 07:46

Escola Olga Borgonovo
Créditos: Paulo Rodrigo Ferreira (DICOM PMB) Baixar Imagem

Um dos grandes compromissos da atual gestão da Prefeitura de Biguaçu foi a alteração da legislação municipal para que a escolha dos diretores das unidades escolares seja feita pelos seus pares, como já acontece nas escolas estaduais e também em outros municípios.

 

A gestão democrática na Educação é um dos princípios básicos previstos na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) e nos Planos Nacional e Municipal de Educação e vem sendo buscada por educadores em todas as esferas. Em Biguaçu, a prática até então demonstrada era a de cargos comissionados indicados pelo prefeito e/ou vereadores.

 

Nessa segunda-feira (26), houve uma reunião na EBM Olga de Andrade Borgonovo, no bairro Bom Viver, entre os servidores e o secretário de Educação, Oscar Silva Neto. Com o pedido da saída de Luciana Serra Passos do cargo, os servidores optaram em escolher a professora Eva Anilda Silveira, que assumiu a direção naquela data. “Peço ajuda dos servidores e da Secretaria Municipal de Educação. Assumi este desafio, mas precisarei da colaboração de todos”, relatou a nova diretora em sua fala.

 

Desde que assumiu a Prefeitura, a busca pela valorização dos servidores efetivos tem sido uma constante da nova administração. Atualmente, há oito unidades que possuem servidores efetivos à sua frente, são elas: EBM Fernando Bruggemann Viegas de Amorim, EBM Donato Alípio de Campos, EBM Olga de Andrade Borgonovo, GEM Celina Dias da Cunha, GEM Ruth Farias dos Reis, CEIM Cecília Alaíde de Carvalho Rosa e CEIM Páscoa Régis Mendes. A EBM Manoel Roldão das Neves também era gerida por servidora efetiva, que pediu exoneração do cargo neste mês.

 

“Após a alteração da legislação municipal, a ideia é que todas as unidades possam escolher seus gestores e representantes, encaminhando ao prefeito municipal sua sugestão, garantindo a participação da comunidade escolar e privilegiando a gestão democrática e a valorização dos profissionais do magistério. Esta é mais uma ação que demonstra o compromisso da Prefeitura com uma educação pública digna e de qualidade”, ressalta o secretário de Educação.