Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Saúde Mental
1ª Conferência Municipal de Saúde Mental fomenta debate de políticas públicas de promoção dos serviços da Atenção Psicossocial no SUS

Publicado em 24/03/2022 às 10:01 - Atualizado em 24/03/2022 às 10:02

Evento reuniu cerca de 113 participantes
Créditos: Divulgação SMS Baixar Imagem

Convocada pela Prefeitura de Biguaçu, por meio da Secretaria de Saúde, a 1ª Conferência Municipal de Saúde Mental reuniu nessa terça-feira (22) cerca de 113 pessoas, entre profissionais de saúde, educação, assistência, estudantes, gestores de saúde, usuários do SUS e demais interessados em participar da avaliação das ações já desenvolvidas e discussão de novas propostas de políticas públicas de promoção dos serviços da Atenção Psicossocial no Sistema Único de Saúde (SUS).

 

O debate dos eixos da temática central foi apenas uma das atividades desenvolvidas ao longo da Conferência, que teve ainda a palestra “A pandemia e os desafios da Saúde Mental no SUS”, ministrada pelo médico do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), doutor Guilherme Gransotto Filho, e a eleição dos representantes da delegação de Biguaçu na etapa macrorregional da 5ª Conferência Nacional de Saúde Mental, que será também realizada no município, nos dias 14 e 15 de junho. Conheça os delegados eleitos:

 

Segmentos de Gestores e Prestadores de Serviço

Titulares: Maria Beatriz da Rosa, nutricionista e chefe Polo Base de Florianópolis - Saúde Indígena; Roberta Jaschke Guimarães, técnica de Enfermagem e gerente técnica dos Programas de Saúde.

 

Suplente: Mariana Ester Borges Costa, enfermeira e Direção de Planejamento Intersetorial, Gestão e Tecnologias em Saúde - Secretaria de Saúde Biguaçu.

 

Segmentos dos Profissionais de saúde

Titulares: Cíntia Sirlene Flores Ouriques, enfermeira, responsável técnica e coordenadora das equipes da Saúde Indígena no Polo Base de Florianópolis; Aline Alano de Carvalho Scapini Del Pino, Assistente Social do CAPS Biguaçu.

 

Suplente: Antero Claiton Varela, enfermeiro do CAPS Biguaçu.

 

Segmentos dos Usuário do SUS

Titulares:  Jéssica Kaerexu; Ivone Gonçalves dos Santos; Darick Rafael Lunardelli; Jailton Valério Fraga.

 

Suplentes:  Bárbara Costa de Oliveira; Taiz de Bairros Ceron Richter.

 

O prefeito Salmir da Silva apontou o impacto da discussão desses temas nas ações do Poder Público. “A partir desse encontro vamos ampliar o nosso conhecimento sobre a realidade dos serviços e atendimentos de saúde mental, constituindo uma base sólida para o planejamento de novos projetos nessa área e tornando os equipamentos de atenção psicossocial mais eficientes no acolhimento da população. Parabenizo a Secretaria e as equipes envolvidas na organização da Conferência, que com certeza trará grandes benefícios para o município”.

 

“Os sintomas psíquicos e transtornos mentais são por vezes negligenciados devido à preconceitos e tabus. Discutir as melhores formas de receber e ouvir as pessoas que chegam até os nossos profissionais pode ser o início da transformação dessa realidade. Esse espaço de debate é mais um dos passos em direção a um suporte de referência e acessível para todos”, complementou o secretário de Saúde, Bruno Célio da Silva.

 

Além do prefeito Salmir e do secretário Bruno, a mesa de honra do evento também foi composta pelo vice-prefeito Alexandre Martins de Souza, a superintendente de Saúde Thayse Rosa, o presidente da Câmara Municipal, Lucas Rosa Vieira, o presidente do Conselho Municipal de Saúde Marcelo França e a coordenadora-geral da Comissão de Organização da Conferência, Aline Scarpine Del Pino. O secretário de Cultura, Esporte, Turismo e Lazer, Davi Oliveira, e o vereador Luiz José Martins Júnior marcaram presença como espectadores.